Você sabe o que é a educação inclusiva? A importância da educação inclusiva vai muito além do que pensamos, como propor que as pessoas com deficiência (PcD) tenham mais facilidade para conseguir sua escolarização.

A educação inclusiva significa juntar, inserir e fazer o aluno se sentir parte do grupo. Fora que a educação inclusiva também traz consigo uma convivência com mais diversidade, trabalhando questões como respeito e igualdade entre os alunos.

A seguir, veja mais sobre educação inclusiva, educação para todos e como o ensino inclusivo pode ajudar a criar uma sociedade inclusiva!

O que é educação inclusiva?

Você sabe o que é a educação inclusiva? A educação inclusiva é um modelo de ensino contemporâneo que tem como proposta a igualdade de possibilidades na etapa de escolarização.

Com isso em mente, o intuito é que cada vez mais estudantes (sejam eles crianças, adolescentes ou adultos) tenham sempre acesso ao seu direito de educação em um ambiente.

A proposta da educação inclusiva é de fato sempre valorizar as diferenças, permitindo uma convivência mais respeitosa e diversificada dentro do contexto escolar.

Nesse primeiro momento, sempre pensamos nas pessoas que apresentam algum tipo de necessidade especial, por conta da segregação que existia anteriormente em relação a esses grupos de estudantes. Porém, é necessário também contemplar e entender que existem diferentes gêneros, etnias e classes sociais. Dessa forma, cada indivíduo é um ser único, seja em termos de aparência, cultura, história de vida ou capacidade física ou intelectual. Assim, se cria a necessidade de respeitar a universalização dos direitos educacionais e sociais.

De forma resumida, a educação inclusiva tem como significado o oferecimento de espaços iguais para o processo de aprendizagem para todos os indivíduos, sem se importar com suas particularidades. Por isso, com a educação inclusiva, os estudantes conseguem ganhar uma oportunidade de conseguir aprender, interagir e experimentar mais a vida em comunidade.

Dessa forma, as diferenças podem deixar de ser encaradas como desafios e se tornar apenas diversidades. Todos ganham quando se adere à educação inclusiva, já que os jovens conseguem acesso à escola e se acostumam com diferenças.

Qual a importância da educação inclusiva?

Aqui você vai entender mais a fundo sobre a importância da educação inclusiva. A educação inclusiva é importante, principalmente, por causa da mescla de convívio e aprendizado dos estudantes dentro de suas próprias escolas, permitindo que eles tenham o aprendizado da escola, além de entender como é ser um integrante de uma sociedade.

E, ao mesmo tempo, a escola com educação inclusiva sempre oferece todo e qualquer suporte que seja considerado necessário para qualquer particularidade, assim como aconteceria em uma escola especial.

Logo, a educação inclusiva é uma junção entre os dois tipos de ensino disponíveis, mostrando que essa inclusão é benéfica para os alunos que são matriculados nas instituições com essas características.

Quais os princípios da educação inclusiva?

Às vezes, é necessária uma certa ajuda para saber se o planejamento pedagógico previsto realmente atende aos quesitos da educação inclusiva, por isso você pode se atentar aos princípios da educação inclusiva.

Todos os princípios devem ser levados como uma referência no assunto, tanto para conseguir elaborar mudanças necessárias, como também para rever as práticas que foram implementadas e que estão de acordo com todo o propósito da instituição adepta à educação inclusiva. Confira a seguir os cinco princípios da educação inclusiva:

  • Toda pessoa tem o direito de ter acesso a educação;
  • Toda pessoa é capaz de aprender;
  • O processo de aprendizagem de cada um é algo singular;
  • O convívio em ambiente escolar comum é capaz de beneficiar a todos;
  • A educação inclusiva diz respeito a todos, sem excluir ninguém.

Educação inclusiva: saiba os 3 desafios

Apesar dos benefícios, a educação inclusiva também enfrenta muitos desafios. Conheça alguns deles:

Poucos recursos que são destinados às mudanças

Um dos obstáculos que as escolas de educação inclusiva enfrenta é a escassez de recursos financeiros, assim não se consegue investir em adaptações e equipamentos.

Alguns exemplos dessas mudanças necessárias são as reestruturações arquitetônicas, as ferramentas audiovisuais apropriadas para a educação e até mesmo a contratação de pessoas especializadas para determinadas necessidades.

Falta de preparo da comunidade escolar

Muitas vezes, nem todos os educadores possuem formação especializada em educação inclusiva ou especial, mas isso não significa que eles não precisam estar preparados para conviver com os alunos e suas particularidades. Isso vale também para todos os outros profissionais que prestam serviço nas escolas de educação inclusiva, porque sem uma conscientização geral, é bem mais difícil promover uma inclusão.

Quantidade insuficiente de professores capacitados

Essa é com certeza uma das maiores dificuldades na hora de se fazer uma educação inclusiva no Brasil. O número de profissionais da área da educação que são preparados para lidar com alunos especiais é muito limitado. Um exemplo dessa falta de especialização é a baixa procura por estudo de Libras ou Braille.

Como a escola pode promover a educação inclusiva?

Para poder dizer que uma escola é adepta da educação inclusiva, é necessário contar com todo um projeto pedagógico que consiga realmente colocar a inclusão em prática e não só fazer palestras ou aceitar alunos especiais.

Com base nesse projeto educacional inclusivo, uma escola consegue cumprir o seu papel com muito mais planejamento, organização, flexibilidade e mais propostas diversificadas.

Fora isso, uma comunidade escolar com uso da educação inclusiva não pode trabalhar por si só nesse ramo e precisa de uma rede de apoio para que seja possível viabilizar a inclusão de maneira certa.

Quando se forma um conjunto de gestores escolares e educadores, devem estar junto às famílias      e todos os profissionais de saúde que acompanhem esses alunos, como médicos, fisioterapeutas, psicólogos, psicopedagogos e outros.

Dentro desse conjunto, o papel da família na educação inclusiva é dar uma base sólida para a visão de mundo e construção desses valores, como o respeito ao próximo. Para que se possa alcançar a sociedade inclusiva tão sonhada, a conscientização da educação inclusiva deve ser trabalhada em casa também.

Por fim, para uma educação inclusiva, humana e eficaz, conheça o Instituto Ação Educação, o instituto trabalha com a educação de crianças a partir de 7 anos, ou 2° ano do ensino fundamental!

Adicionar Comentário